Solis

O que é um AS (Sistema Autônomo)?

É um recurso que garante disponibilidade e redundância de seus serviços IP na Internet.

Tecnicamente a definição de um Sistema Autônomo, apesar de originalmente complicada, pode ser simplificada como a implementação de protocolos de roteamento avançado para prefixos IP públicos alocados exclusivamente para sua empresa através do registro destes junto a um órgão regulador, a exemplo do Registro.BR no Brasil.

Tornar seu core de rede um Sistema Autônomo é garantir independência na Internet, é prover-lhe a liberdade de escolha dos caminhos pelos quais seus serviços são acessados, é poder dar ao seu cliente a certeza da disponibilidade do seu negócio e é, por fim, dizer adeus às limitações de quantidade de IPs públicos impostas pelos seus provedores.

Todas essas vantagens são possíveis porque ao tornar-se um AS, sua empresa recebe a concessão de um conjunto de IPs públicos destinados unicamente a você e dos quais você tem total gerência, inclusive independente de provedor de internet. Além disso, você passa a utilizar os protocolos de internet mais avançados para se comunicar com a grande rede.

Quando implantar um AS em sua Empresa?

Se você procê serviços críticos que precisam estar acessíveis da Internet, tornar-se um AS é o caminho.

  • Preste atenção nestas perguntas:

  • Você provê algum serviço acessível da Internet?

  • Você possui colaboradores externos que precisam acessar seu Data Center?

  • Você se vê preso a um provedor de internet por ele ter lhe provido os IPs Públicos associados a seus serviços?

  • Você gostaria de aumentar sua disponibilidade mesmo já tendo mais de um provedor de Internet?

  • Você pensa em compartilhar serviços com a nuvem?

  • Você sofre com a escassez de IPs públicos?

  • Você trafega voz sobre IP (VoIP) ou outros protocolos ponto-a-ponto?

  • Você planeja investir num Data Center Backup/Slave?

  • Se você, em qualquer um destes questionamentos, respondeu SIM, tornar-se um AS é o caminho!

Quando não investir na implantação de um AS?

Não se justifica implantar um Sistema Autônomo se sua Empresa planeja migrar plenamente para a Nuvem.

Além de ter respondido NÃO para os questionamentos acima, se sua Empresa tem planos de migrar os serviços críticos para a Nuvem, as vantagens do AS serão inteiramente providas pela própria Nuvem, uma vez que ela também é um Sistema Autônomo. Lembre-se, o AS destina-se a qualificar o seu Data Center local.

Cuidados na manutenção de um AS:

  • Filtrar de prefixos falsos

  • Anti-spoofing (não contribuir com ataques DoS)

  • Manter um canal de comunicação direta entre administradores de AS

  • Validação global (somente para corporações com operação multinacional)

  • Para avançar no assunto, é importante ter em mãos estimativas de custo e montar um projeto de viabilidade.

Precisa de orientação? Fale conosco!