Solis

O gerenciamento de um hospital é sempre desafiador, principalmente quando deixamos de analisa-lo de forma ampla, generalista e passamos a entender os processos dentro de cada área individualmente.

A complexidade desse gerenciamento é tão grande que gosto de definir os setores de um hospital como a junção de diversas pequenas empresas.

Essas empresas precisam estar com os seus processos totalmente definidos e estruturados para desenvolver sua atividade de forma eficiente, só assim o fluxo de atendimento dos pacientes não sofrerá impactos significativos.

Laboratório Clínico

Umas das empresas que fazem parte do hospital, (que irei citar) é o laboratório clínico.

Podemos defini-lo como uma empresa prestadora de serviços especializados em análise de amostras de material, com o objetivo de fornecer elementos essenciais para a realização do diagnóstico do paciente.

O laboratório clínico é essencial em uma instituição, afinal através dos resultados fornecidos por esse setor que o médico, juntamente com a sua avalição médica, irá realizar o diagnóstico e definir qual será a melhor conduta a ser seguida (alta médica, internação, medicação) entre outros.

A importância do laboratório clínico

A importância do laboratório clínico para um diagnóstico correto é inquestionável, por isso, além de seguir o Regulamento Técnico da Anvisa, o mesmo necessita seguir todos os seus processos estruturados.

A realização de um exame clínico, na maioria das instituições passa por 4 fases: solicitação, coleta, análise e liberação.

Em algumas instituições, a falta de comunicação assim como um sistema de informação descentralizado, torna os processos onerosos, gerando insatisfação dos pacientes e gestão ineficiente.

Vantagem Competitiva Processo de liberação de laudo informatizado

Para um hospital, poder acompanhar e controlar de forma efetiva todas as fases do processo de liberação de um laudo é sem dúvida uma grande vantagem competitiva.

Para a instituição essa informatização irá permitir:

  1. Rapidez no acesso às informações;

  2. Eficiência Operacional;

  3. Agilidade na liberação dos laudos;

  4. Confiabilidade e segurança no rastreamento dos processos;

  5. Redução de erros;

  6. Otimização dos processos;

  7. Indicadores de produção assistencial mais precisos;

  8. Satisfação dos clientes;

  9. Facilidade na identificação de falhas

  10. Redução de custos.

Conclusão

O gerenciamento do laboratório clínico através de sistemas de informatização integrado e dinâmico trará mais dinâmica não somente nos processos do setor, mas também nas demais áreas (empresas).

O investimento é essencial para a competitividade, porém devido à complexidade envolvida na área, esse processo requer muita cautela, por isso a importância de se investir em parceiros reconhecidos no mercado que tragam a experiência no processo de informatização e integrações.

Se você procura um parceiro de tecnologia para ganhar eficiência da gestão de sua instituição, clique aqui! Vamos conversar.